sexta-feira, 16 de setembro

Gata em Telhado de Zinco Quente

Inspirado na peça do dramaturgo norte-americano Tennessee Williams (1911-1983), a montagem de “Gata em Telhado de Zinco Quente” continua sua turnê nacional e entra em cartaz a partir de hoje no Centro Cultural Banco do Brasil do Distrito Federal. Produzido pelo Grupo TAPA, o elenco conta com a atriz Bárbara Paz e tem direção de Eduardo Tolentino de Araújo.

A expressão “gata em teto de zinco quente” faz parte do vocabulário do sul dos Estados Unidos, tendo sido usada desde o início do século XIX para descrever a habilidade em se manter estável em situações de conflito.

GATA01

O espetáculo acontece durante o aniversário de 65 anos de Harvey “big daddy”, o patriarca de uma família do sul dos Estados Unidos, que está morrendo de câncer. O filho caçula, Brick, um ex-famoso jogador de futebol, agora alcoólatra, não quer saber de seu pai e culpa sua mulher Maggie pelo incidente que o tirou dos campos. Em uma família ambiciosa e cheia de vícios, todos os sentimentos dos personagens explodem, como a inveja, a culpa e o amor. Dessa vez Bárbara Paz reinventa Maggie, papel já feito por Elizabeth Taylor no cinema e por Cacilda Becker, Tereza Rachel, Vera Fischer nos palcos nacionais. Também estão no elenco Augusto Zacchin como Brick e Noemi Marinho e Zécarlos Machado.
GATA02

A peça apresenta aos poucos as personagens, dando tempo ao público para descobrir o que está por trás de cada um deles. Ela acontece toda dentro do quarto de Brick e Maggie, quando ela entra para trocar o vestido recém sujo por um dos filhos de Gooper. O cenário de Ana Mara Abreu e Alexandre Toro joga com a iluminação de Nelson Ferreira, criando as transições necessárias. Outro destaque são os elegantes figurinos assinados por Gloria Kalil. ”Gata em Telhado de Zinco Quente” desvenda uma hipocrisia social de meados do século 20 que, apesar de não fazer mais sentido nos dias atuais, persiste em muitas famílias, onde a verdade é encoberta e a ganância engole o afeto.

“Gata” é o primeiro figurino de Glória Kalil para o teatro. Com elegância, suas modelagens conferem ao espetáculo altíssimo valor estético e a escolha pelas cores neutras se articula com o cenário em algodão e em madeira e entram em contraste com a iluminação azul e âmbar. O champagne como resultado surge no meio do caminho entre o ouro, o prata e o bronze, servindo para disfarçar a verdade, flertando perigosamente com ela.

gata03

Gata em Telhado de Zinco Quente

Data dos Espetáculos : 10 de setembro a 9 de outubro

CCBB Brasília – SCES, Trecho 02, lote 22 | Brasília (DF)

Horários: De quinta à sábado, às 20h e domingo, às 19h

Ingressos: R$20 (inteira) e R$10 (meia e clientes Banco do Brasil)

SIGA-NOS NO INSTAGRAM